Equipe

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

A diva e o bruto (Gisele Souza)


Ficha Técnica:
Autor: Gisele Souza
Páginas: 433
Editora: Independente

Nota: 🌟🌟🌟

Resenha: Mileni Pontes vive nas telonas do mundo todo há muitos anos, desde quando era criança. Sua empresária (e ex sogra) Fátima a escala para trabalhar incansavelmente, mas sempre em coisas elitistas, o que a deixa com fama de sofisticada e "nariz em pé". Numa noite em que sente necessidade de curtir a vida como uma anônima, Mileni vira Leni, uma mulher ousada, de peruca loira, que só quer dançar muito com sua melhor amiga. Mas essa noite tudo muda em sua vida. Ela esbarra em um burtamontes maravilhoso chamado Rodrigo e a atração é instantânea. Eles dormem juntos e ela foge no dia seguinte, com medo de ser reconhecida. Mas deletar a noite de suas mentes se torna impossível.
Naquela noite, durante a fuga para a casa do grandão, Leni é flagrada e o vídeo vaza, deixando claro para um Rodrigo frustrado e com traumas do passado que ele já estava se envolvendo novamente com gente de outro nível social. Tudo que ele não queria nesse momento.
Mas lembra que um não esqueceu do outro? O destino trata de dar uma ajudinha quando Mileni volta ao bairro onde morava e para na oficina do mocinho para consertar o carro. E o sentimento volta à tona. Mileni tem uma imagem de arrogante a desmentir e Rodrigo tem uma auto estima a ser trabalhada. São completos opostos que caem na vida um do outro no momento certo.
Essa trama bem escrita pela Gisele mostra os conflitos de níveis sociais diferentes, além de um sujeito gente boa demais que não se deixa impressionar pela fama, mas se deixa abater toda vez que é lembrado do quanto é pobre (mesmo que não seja tanto assim). Rodrigo não é perfeito, mas Leni sabe lidar bem com ele desde o primeiro momento e isso não nos deixa cansar do casal ao longo da leitura.
Vale lembrar que há um segundo livro, abordando o amigo de Rodrigo e a amiga de Leni. Imperdível!

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Sem Amor - kate Regnery




Título: Sem Amor
Autora: Katy Regnery
Editora: Charme
Ano: 2018
Páginas: 368 


Sinopse: 

Meu nome é Cassidy Porter... Meu pai, Paul Isaac Porter, foi condenado quase vinte anos atrás pelo brutal assassinato de doze garotas inocentes.
Embora eu tivesse apenas oito anos naquela época, tenho noção — a cada dia da minha vida — de que sou seu filho, seu único filho.
Para proteger o mundo do veneno que corre em minhas veias, vivo uma vida tranquila, fora de vista, isolado da humanidade. Prometi a mim mesmo, e à minha mãe, que não infectaria vidas inocentes com a escuridão que se revira dentro de mim, esperando para ser revelada. Eu teria mantido a promessa... se Brynn Cadogan não tivesse surgido na minha vida.
Agora, eu vivo entre o céu e o inferno: apaixonado por uma mulher que quer me amar, enquanto tudo ao meu redor me faz lembrar de que preciso permanecer... Sem amor.


Resenha:

Um pai pode mudar a vida de seu filho, pode cuidar, amar, zelar e nutrir de todas as coisas boas da vida. Um pai é aquele que guia, instruí e faz seu filho querer ser melhor.
Um pai é tudo isto. Mas não para Cassidy Potter. Filho de um psicopata vê sua vida perder o rumo aos oito anos de idade.
O quanto um pai pode interferir na vida de um filho?
Cass se vê sem amigos, sem escola e obrigado a se refugiar com sua mãe em uma montanha.
Afinal de contas o medo rodeia sua vida.
Por mais que a vida em isolamento tenha uma série de pontos negativos. Cass procura ser o melhor que pode. Afinal ser bom é sua maior meta na vida.
O encontro com a moça quebrada Brynn coloca todo seu plano em risco. De repente ter alguém já não é tão ruim.
Brynn conhece bem a dor de perder quem se ama. Jen seu noivo e amor foi cruelmente assassinado em um ataque em massa. Quando ela já pensava ter perdido todo desejo de amar surge Cass. Um verdadeiro anjo da guarda.
O livro é uma história maravilhosa.  No início arrasa o leitor com tamanha dor e crueldade que pode haver no mundo. Mas  a narrativa se transforma em uma história de superação, de transformação, aceitação e luta pelo amor.
Comecei o livro me questionando a respeito da nossa capacidade de julgar o próximo e terminei o livro mais livre de julgamentos e com desejo de amar mais, perdoar mais e sentir mais.
Não importa se você é mais Cassidy ou Brynn, sinta todas as emoções e deixe eles te conquistarem.
E afirmo. Eles vão te fazer uma pessoa melhor ao final.

Considerações Finais:

A capa traz uma linda referência da história, o leitor logo a identifica no livro. Com uma narrativa, dinâmica e rápida é possível ler o livro em pouco tempo. 
Parabéns a Charme pelo trabalho de tradução, revisão e diagramas.  Esta incrível. 
Indico Sem Amor para todas as pessoas vivas e que respiram. Vocês precisam se apaixonar por Brynn e Cass, ser tocados por eles pode transformar suas vidas.
Leu? Gostou? Comenta!

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Namorado por acaso (Aline Sant'ana)



Ficha Técnica:
Autor: Aline Sant'anna
Editora: Charme
Páginas: 365

Nota: 🌟🌟🌟🌟🌟

Resenha:
Victoria é uma consultora de viagens. Trabalha visitando resorts para indicar aos seus clientes. Em uma viagem a Cancun, ela se depara com uma farra no corredor curtida por um homm e quatro mulheres, com duas alianças caídas no chão, vindas do bolso do boy. Revoltadíssima com a possibilidade de traição do noivo, Victoria devolve as alianças na manhã seguinte, não sem antes dizer meia dúzia de desaforos, acompanhados de olhares porque... pausa, respira.... não é  um boy qualquer. É a sedução em pessoa. Em carne, músculos e bronzeado.
Senhoras e senhores.... o advogado Hugo De La Vega.
O espanhol está com a família para o casamento do irmão, mas não consegue se explicar para a louca que bate na sua porta devolvendo as alianças perdidas e discutindo com ele à toa. Sabemos que o ódio descabido e mal entendido é o ingrediente principal para os melhores romances, né?
Aqui não é diferente.
Hugo precisa se livrar da ex, Carlie, que organiza a festa de casamento de Diego (seu irmão) e a melhor idéia de sua vida ocorre quando sua cunhada convoca Vic para fingir ser namorada do bonitão, com o único intuito de despistar a ex chata dele. Sim, no passado, Hugo foi muito magoado ao ser abandonado há poucos dias do casamento pela Carlie, que se casou com um sujeito mais rico.
O namoro de mentirinha vai gerando uma tensão sexual no casal, agravada pelo tempero latino do rapaz e pelo seu lado bom moço que grita e nos surpreende a todo momento. Será que eles conseguem manter esse acordo sem misturar os sentimentos?
Sabemos que Aline tem o dom de surpreender os leitores e esse livro prova isso. Muito mais sensual, muito erótico na medida certa, a trama nos encanta e emociona MUITO, tanto quanto acelera nossos corações e leva a pressão às alturas.
Incrível para ser apreciado sem moderação, para uma leitura rápida, com escrita em primeira pessoa, alternando entre Vic e Hugo. Maravilhoso!

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Esse Turu Turu (Raffa Fustagno)



Ficha Técnica:
Autor: Raffa Fustagno
Editora: Fora da Caixa
Páginas: 234

Resenha:
Leah é uma adolescente carioca de 14 anos, muito fã de Sandy e Junior. Em 1994, ela experimenta novos amigos na escola e no curso de inglês, mas com uma certa resistência. Sua melhor amiga é Wanessa, irmã do crush Lucas (daí entendemos onde essa amizade começou, né?), mas Lucas não se importa com ela. Porém, todos fomos adolescentes e sabemos como demora o processo de aceitação do fora indireto. Leah tenta entrar na vida de Lucas de qualquer jeito, mas não consegue. Nesse meio tempo, entram em sua vida Rodrigo (um amigo do curso, que instantaneamente já queremos que seja nosso amigo também, de tão fofo e atencioso que é) e Jéssica, a bonitona e rica da escola.
Durante o ano inteiro, vemos as dores e delícias da adolescência pela pele da Leah, ao som de Sandy e Junior e com muitas referências a outras bandas do momento, principalmente Nirvana. Revivemos a Copa do Mundo, o tetra do Brasil e barracos dignos de novela mexicana.
Os capítulos são marcados com nomes de músicas dos irmãos, sempre escritos em primeira pessoa e alternando entre a narrativa de Leah e do Lucas. E aí está um dos pulos do gato no livro. É difícil vermos uma autora falarmos no masculino de forma tão certeira e real. Conseguimos ler na voz de um homem MESMO. Além disso, devemos parabenizar o trabalho de pesquisa da autora em relação aos acontecimentos da época, incluindo marcas da moda. Isso proporcionou uma linda viagem no tempo. E por mais que em alguns momentos podemos achar Leah chatinha, a escrita é feita de tal forma que nos transportamos pra aquela época e pensamos "quem sou eu pra julgar essa menina quando fiz a mesma coisa na idade dela?".
Nossa única dica para a autora no momento é: Queremos continuação e um livro pra Wanessa também!

terça-feira, 16 de julho de 2019

Além do oceano (Keira Andrews)


Ficha técnica:
Autor: Keira Andrews
Editora: Cherish
Páginas: 347

Nota: 🌟🌟🌟🌟

Resenha:
Troy Tanner tem a vida que muitos queriam ter. Jovem, rico, famoso, namora uma linda mulher e faz parte de uma boy band de sucesso, com seu irmão, Tyler. Porém... de perto não é bem assim. Troy perdeu o pai para as drogas e está vendo o irmão seguir o mesmo caminho, apoiado pela sua namorada. Disposto a largar tudo e correr pros braços da mãe, Troy freta um jatinho para voltar para casa o quanto antes. O problema é que, durante a viagem, a aeronave enfrenta uma forte tempestade e desaba no oceano. A piloto não resiste e morre, o co-piloto sobrevive e, com a ajuda de Troy, ambos vão a uma ilha, próximo à queda. Ok. Vibes Lagoa Azul, né? Mais ou menos.
Com uma escrita altamente descritiva, Keira mostra dia-a-dia de Troy e Brian Sinclair na ilha. A luta pela sobrevivência, o medo e a esperança pelo resgate. Semanas passam e ambos descobrem que o que sentem um pelo outro vai além do companheirismo e do desespero de "só tenho você aqui nessa ilha". Tudo de forma bastante sutil, mas com cenas BEM quentes.
Foi um livro difícil de ser concluído, pelos detalhes um tanto pesados, tanto relacionado às cenas em que Troy presencia o irmão entregue às drogas, quanto às cenas na ilha, quando Troy é picado por um bicho que não sabe qual no meio da floresta e fica desaparecido por horas, após uma briga com Brian. Sim, dá uma claustrofobia. Mas ficamos perante algo que se assemelha a um filme, de tantos detalhes, e nisso a autora está de parabéns.
Até a cena fatídica de sexo entre ambos (que sabemos pela capa que vai rolar), há metade do livro de dias de sol, fogueiras, música e reflexões. Mas então porque não dar 5 estrelas? As dúvidas geradas pela novidade do interesse em alguém do mesmo sexo que é gerada na cabeça de ambos não é vista mais em momentos cruciais da vida deles. Sabemos que, na vida real, a homossexualidade nem sempre é aceita com tanta facilidade assim.
Mas nada que tire o brilho de um livro tão delicado, forte e detalhista.

sábado, 6 de julho de 2019

Insônia - Mari Scotti


                         ⭐⭐⭐⭐
Título:Insônia
Autora: Mari Scotti
Ano:2017
Páginas: 367

Sinopse:

Suzana foi a única sobrevivente do acidente que matou seus pais, salva por alguém que ninguém acredita existir. Quando está perto de completar dezoito anos, coisas estranhas passam a acontecer envolvendo este homem misterioso. Dois rapazes surgem em sua vida, que parecem saber muito mais sobre ela do que revelam. 
O que ela desconhece é que uma simples escolha poderá alterar o destino de sua alma.

Resenha:
Como não li esse livro antes? 
Levei três horas para ler o livro todo,pois assim que iniciei a leitura não consegui parar. 
Ação e aventura em período integral!
O livro conta a história de Suzanna, uma garota que sofreu um acidente grave a anos atrás e perdeu seus pais,sendo obrigada a viver com seus avós. Estes mesmo dando tanto amor a garota não conseguem suprir a dor dela. 
Sua insônia a faz acordar todas as noites por volta das três da manhã e não dormir mais. Para passar o tempo ela foge todas as noites para a árvore dos vizinhos. 
A trama realmente inicia no momento em que ela encontra o vizinho. Ele é misterioso, lindo e desperta sentimentos nela. Pietro é o homem dos seus sonhos e resistir a ele é impossível. 
Ao mesmo tempo surge Arthur, seu novo colega de escola, tão intenso quanto Pietro.
Esses dois irão revirar a vida dela e trazer bons e pesados conflitos.
Todos os personagens do livro são bem construídos e desenvolvidos. Cada um exercendo seu papel com maestria. Eu como fã de protagonistas em fase de desenvolvimento e cheias de arbitrariedades gostei muito da Suzanna. Ela é em vários momentos mimada ou ingênua demais, o que acho perfeitamente plausível devido a sua história e trajetória. Quanto aos homens, já aviso que é impossível não se apaixonar por eles.
O livro é intenso e em ritmo rápido,  a autora  o tempo todo nos confunde na tentativa de descobrir quem é bom ou m na historia. Mas pouco importa,  quem é anjo bom ou mal, caído ou não. O leitor está tão  imerso que tende a mudar de opinião a todo tempo sem  conseguir saber quem é o verdadeiro mocinho. Depois de ser revelado que os avós da menina sabiam de tudo, e que dela tudo escondiam, não sei em quem confiar. A história vai crescendo e evoluindo durante a trama, nos ganhando. Senti c
esse primeiro volume  como um ponto de partida,  uma introdução, onde o universo, a luta entre bem e mal, onde tudo é apresentado
Considerações finais:
A narrativa desenvolvida por Mari é bem desenvolvida, leve e fluida. Trazendo aspectos religiosos sem conflitar com qualquer crença. O livro está bem revisado e tem uma linda capa. 
Se gostei? 
Estou indo ler o livro dois neste momento.

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Luz, Câmera e Amor (Aline Sant'Anna)

Resultado de imagem para luz, câmera e amor livro

Editora: Charme
Ano de publicação: 2019
Nº de páginas: 364

Sinopse

     Sou Evelyn Heyley, atriz de Hollywood, e você provavelmente já ouviu meu nome em algum lugar. Batalhei anos para consolidar minha carreira e me orgulho muito de todos os projetos que abracei com amor.
     Mas, agora... estou prestes a receber a oportunidade da minha vida: um longa-metragem inspirado no romance da autora bestseller Shaaron W. Rockefeller.
     E é claro que vão me dar um par romântico incrível. Provavelmente um nome que Hollywood ama, como o Thor, da Marvel, ou até o novo James Bond. 
     Ao menos, era o que eu esperava. 
     Assim que a porta da sala de reunião se abriu, revelando o rosto estupidamente bonito daquele ator, com um perfume impactante e uma beleza digna de irritar os deuses, eu soube que meus planos tinham ido por água abaixo. 
     O que era a minha chance do Oscar acabou se tornando um desastre cinematográfico.

Resenha:

     Não é segredo para ninguém do quanto somos fãs da autora, mas também da pessoa. Aline é aquela amiga que você quer ter sempre ao seu lado, que te emociona, te envolve e que torce por você. Aí...
     Quando você pensa que Aline Sant'Anna esgotou sua capacidade de nos surpreender, vem ela e lança Luz, Câmera e Amor. Um livro que conta a história de um filme baseado em um livro. É claro que desejamos muito saber mais dessa história. Demorou um pouquinho mas valeu cada página, cada palavra lida.
     Em Luz, Câmera e Amor os capítulos são bem curtinhos e separados em grupos por uma ordem cronológica dos meses em que desenrola a gravação do filme. A diagramação é um espetáculo a parte e aqui destaco as páginas 110/111. O que tem lá? Pegue o seu exemplar e confira. 
     Chuck Ryder é um ator de Hollywood que está no auge do sucesso, a presença marcante em um rosto perfeito e olhos hipnotizantes seduz de imediato as leitoras.


"À medida que o homem entrou, seu perfume cítrico e profundo invadiu cada centímetro quadrado, como uma se a magia da sedução tivesse sido espalhada no ar, tornando todos magnetizados por sua presença. Demorou um bom tempo ara eu acreditar que era ele, para ter certeza de que não estava vendo coisas..."

(Chuck Ryder chegou!!!)


     Chuck é escolhido para fazer par romântico com Evelyn Heyley, uma jovem atriz mas que já está bem estabelecida em sua profissão, mesmo sem nunca ter conseguido sequer uma indicação ao maior prêmio da sua atividade profissional. Juntos irão levar para a telona o maior sucesso literário de  Shaaron Rockfeller - Recorda-se antes de eu partir.
     Logo no início,quando o elenco se reune para fazer a primeira leitura do roteiro, Evelyn confronta Chuck. Pois para ela, ele é um ator medíocre e que pode arruinar a sua carreira. Mal sabe ela o quanto ele é bom em tudo o que ele faz (entenda nos dois sentidos do tudo, rss).
     Outra coisa que vale destacar nessa história e a forma como a autora aborda um tema polêmico e bastante atual - a diferença profissional entre os gêneros.


"Ninguém faz ideia dos convites idiotas que uma mulher pode receber nesse meio. Ninguém tem noção que temos que trabalhar o dobro para conseguir o básico. Fora que os salários são inferiores aos deles."
👏👏👏👏👏


    Temos também momentos fofos e cheios de suspiros...


                  " Evelyn: - Chuck. E se eu me perder ? 
                    Chuck: - Eu te encontro."


     E de boas risadas...

                     "Chuck: - Perdeu a fala?
                      Sorri atrevida.
                      Evelyn: - Um gato comeu a minha língua."

     O final dessa história é mais um passo de superação da Aline. A narrativa nos transporta a uma das poltronas do Dolby Theater, em plena entrega do maior Prêmio da Academia, O Oscar.
     Só nos resta então perguntar a Aline... Quando sai o livro "Recorda-se antes de eu partir"?